quinta-feira, 21 de abril de 2011

Fracasso.

Acho que essa é a hora mais apropriada para reativar meu blog e voltar as origens ;)
Esse mês (dia 08.04) o Odocesaber.com fez 3 anos. Desde 2008 me ajudando a expressar inúmeras angústias, algumas felicidades, e outras coisas que dá vontade de colocar em um cantinho só meu.

Tive as piores sensações do mundo de uma vez só. A dor da perda, da solidão, da destruição da alma... A dor de ser desprezada por todos que tu mais ama. De ser chutada, de sentir-se um monte de lixo sem utilidade. Tudo se resume em dor, dor, dor...
Passei o tempo todo refletindo sobre o sentido de minha vida e quando eu estava pensando justamente numa causa em especial, justamente quando caiu a primeira lágrima do meu olho, as nuvens passaram a chorar comigo. Parece que sentiram minha tristeza, pois escureceram de uma forma assustadora, e as gotas da chuva caíam mais e mais fortes, as horas iam passando, o relampejar iluminava a noite que vinha chegando ... Parei debaixo de uma árvore, e lá começei a estremecer cada parte do meu corpo, que agora estva molhado e gelado.
Minha maquiagem borrou-se por completo, meu batom vermelho era a única coisa que dava cor ao meu corpo que a essas alturas estava pálido, totalmente pálido.
Minhas feridas ardiam, meus braços estavam pesando, meu coração, eu não mais o sentia.
Olhei para o céu.Via entre as nuvens aquele sorriso que me hipnotizava. Balancei a cabeça no intuito de interromper esse pensamento e fixei-me em outra coisa.
Caminhei horas abaixo de chuva para ver se minhas energias se renovavam, se a água purificaria toda porcaria que ali estavam presentes. Meu cabelo escorria pelas minhas costas e a cada gota que caía eu estremecia. Fazia frio, estava cada vez mais frio, mas eu não conseguia sentir direito parecia que eu estava isolada do meio.
Que sentido tem isso ? Eu não sei.


segunda-feira, 18 de abril de 2011

Eu quero te encontrar.

E eu só sei amar você... a todo instante, a cada suspiro, te quero comigo, quero te ter, te abraçar...

Só você para aquecer-me.



Eu te amo.